Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

...gritar contigo!!

E perguntar-te porque me fazes mal. Como é possível gostar-se e fazer mal na mesma medida? Não vês que me magoas? Que me arrancas o coração do peito cada vez que me desiludes, cada vez que estragas o que está perfeito? Não vês que me deixas pequenina, nua e acabada, cada vez que vem ao de cima o que tentas, a todo o custo, esconder? Que me dói do corpo à alma quando vejo que afinal, me estás a enganar? Não percebes que cada vez que caímos, toda a nossa vida cai também? Temos sido capazes de nos levantar, mas o nosso amor, o nosso gostar, esse, cada vez vai ficando mais dorido, mais lacerado, à espera de uma oportunidade para ganhar asas e voar...

sinto-me:

apeteceu a sofia às 12:56
link do post | comentar | favorito

.soltas

. todas as tags

.Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.em destaque

. Um homem do NORTE

RSS